Loading

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Nota de Falecimento: Hubert Meyer


Hubert Meyer
(05/12/1913 - 16/11/2012)

Faleceu no último dia 16 de novembro em Leverkusen, na Alemanha, de causas naturais aos 98 anos de idade, o último comandante divisional e mais alto oficial vivo da Waffen-SS, SS-Obersturmbannführer Hubert Meyer.

Nascido em Berlim, Meyer estudou química antes de juntar-se à SS em 15 de julho de 1933, sendo alocado na 12ª Companhia do Standarte "Deutschland" em agosto de 1934. Em 1936 ele foi selecionado para o curso de oficiais em Bad Tölz, na Bavária, sendo comissionado SS-Untersturmführer em 20 de abril de 1937. Logo ele recebeu o comando de um pelotão da 10ª Companhia da Leibstandarte-SS "Adolf Hitler".

Promovido a SS-Obersturmführer em novembro de 1938, ele comandou seu pelotão na invasão da Polônia, ganhando a Cruz de Ferro de 2ª Classe em novembro de 1939. Feito ajudante do III Batalhão da Leibstandarte, Meyer tomou parte nas operações do verão de 1940 contra Holanda e França. Logo após a rendição francesa em 24 de junho ele assumiu o comando da 12ª Companhia, e em novembro foi promovido a SS-Hauptsturmführer. Em abril de 1941, comandou sua unidade durante a Campanha dos Bálcãs, ganhando a Cruz de Ferro de 1ª Classe em 7 de julho.

Nas primeiras semanas da Operação Barbarossa, Meyer distinguiu-se no comando de sua companhia durante o avanço contra Kiev. Contudo, em 4 de agosto, num campo coberto de altos girassois, a 12ª Companhia foi surpreendida por um destacamento de snipers bem posicionados, e Meyer foi um dos feridos na ação. Após três meses de recuperação hospitalar, ele retomou o comando em 20 de novembro, sendo em seguida enviado para um curso preparatório de estado-maior no Regimento de Artilharia da Leibstandarte. Com a divisão sendo retirada para a França em 1942, Meyer foi feito oficial de estado-maior do 1º Regimento Panzergrenadier-SS - retornando para o front leste em fevereiro de 1943.

De volta aos combates, ele recebeu o comando do III Batalhão do 1º Regimento, participando da Terceira Batalha de Kharkov. Ao liderar um contra-ataque ao sul da cidade em 9 de março, foi seriamente ferido por um estilhaço de granada, seguindo mais uma vez para o hospital. Ainda em recuperação, ele foi promovido a SS-Sturmbannführer em 20 de abril, e por suas ações na Batalha de Kharkov recebeu a Cruz Alemã em Ouro em 16 de maio. De junho a setembro de 1943 Meyer cursou o 10º Curso de Estado-Maior do Exército, sendo no ato de sua graduação apontado Chefe de Estado-Maior da recém-formada 12ª Divisão Panzer-SS "Hitlerjugend".

Enviada para a França em 1944, a divisão combateu os Aliados após os desembarques na Normandia em junho. Em 6 de setembro, o comandante da Hitlerjugend, SS-Brigadeführer Kurt "Panzer" Meyer caiu prisioneiro de guerrilheiros belgas, e Hubert Meyer tomou o comando da divisão provisoriamente. Ele manteve-se na liderança da unidade, em constante ação, até ser substituído pelo SS-Brigadeführer Franz Kraemer em 24 de outubro. Retornando ao seu posto de Chefe de Estado-Maior da divisão, Meyer foi promovido a SS-Obersturmbannführer (Tenente-Coronel) em 9 de novembro de 1944. Permanecendo com a divisão até o fim, ele rendeu-se aos americanos em Enns, na Áustria, em 8 de maio de 1945.

Libertado do cativeiro em abril de 1948, Meyer tornou-se o historiador oficial da 12ª Divisão Panzer-SS, autorando dois livros sobre a unidade. Originalmente publicada em alemão, sua obra foi também traduzida para o inglês, sendo publicada pela última vez em 2005. Com a morte do também SS-Obersturmbannführer Bernhard Frank em 29 de junho de 2011, Hubert Meyer tornou-se o mais graduado oficial da SS vivo, bem como o último comandante de divisão da Segunda Guerra Mundial.

Sendo assim, os mais altos oficiais da SS ainda vivos nesta data são os SS-Sturmbannführers Günter Wanhöfer e Eberhard Heder.

SS-Sturmbannführer Hubert Meyer cumprimenta o Generalfeldmarschall Gerd von Rundstedt, março de 1944.

Meyer (centro, com binóculos) conversa com o SS-Obersturmbannführer Heinz Milius, comandante do 25º Regimento Panzergrenadier-SS, no quartel-general da 12ª Divisão Panzer-SS. Normandia, junho de 1944.


Comente aqui!

Nenhum comentário: